27 de julho de 2015

Lascas de bacalhau fritas





2 postas/lombos de bacalhau
50 gr de amido de milho
60 gr de farinha
1 dl de água (do bacalhau)
1 ovo
Sal e pimenta q.b.



  1. Cozer o bacalhau ligeiramente (o suficiente para que se possa lascar), e se fôr necessário temperar água com um pouco de sal.
  2. Reservar a água de cozer e deixar arrefecer.
  3. Lascar o bacalhau de modo a se obter lascas o mais inteiras possível.
  4. Numa taça, juntar a farinha mais o amido de milho, os temperos, a água do bacalhau e o ovo.
  5. Envolver tudo bem até se apresentar um polme liso e sem grumos.
  6. Num tacho ou frigideira alta, colocar mais ou menos a altura de um dedo de óleo, e levar ao lume.
  7. Com a ajuda de uma colher, mergulhar bem as lascas, uma a uma no polme de modo a que fiquem bem envolvidas.
  8. Colocar as lascas, uma a uma, em óleo bem quente, fritando até apresentarem um tom dourado.


Esta versão de bacalhau deriva de uma receita de “Bacalhau à cozinheira” que vinha numa revista sobre bacalhau, mas em que o bacalhau depois de frito eram incorporado numa cebolada.

Como o bacalhau fica bastante crocante ao ser envolvido e frito neste polme, achei que seria mais interessante servi-lo assim, acompanhado com um arroz.

É também uma óptima receita para os dias de calor, para comer com uma salada, ou até levar para a praia ou piquenique.



28 de junho de 2015

Mini-tartes de cereja e amêndoa





½ embalagem de massa folhada rectangular
150 gr de cerejas
50 gr de amêndoa moída
4 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de amido de milho
3 colheres (sopa) de água





  1. Lavar as cerejas e cortá-las em metades ou em quartos.
  2. Colocar num tacho o açúcar e 1 colher de sopa de água, e adicionar as cerejas.
  3. Levar ao lume até começar a ferver, mexendo de vez em quando.
  4. Numa tacinha, colocar 2 colheres de sopa de água e nelas dissolver bem o amido de milho.
  5. Juntar o amido de milho ao tacho e mexer sempre até engrossar um pouco o líquido das cerejas.
  6. Tirar do lume, e juntar a amêndoa moída ao preparado, envolvendo bem.
  7. Deixar arrefecer um pouco.
  8. Estender a massa folhada, cortar metade (a restante metade pode ser congelada) e depois cortar 10 rectângulos, estendendo com o rolo da massa até ao tamanho desejado das fôrmas.
  9. Colocar a massa folhada nas fôrmas, e depois distribuir o recheio de cereja.
  10. Levar ao forno entre 10 a 12 minutos, a 200ºC.



Esta receita surgiu da necessidade de usar algumas cerejas que tinham ficado demasiadamente maduras, (mas não em situação de as deitar fora).

Como tinha visto pouco tempo antes num livro uma receita de tarte de cereja e amêndoa, adaptei usando a massa folhada e transformei-a nestas mini-tartes (ou pastéis) finalizando com o açúcar em pó.






16 de junho de 2015

Bifinhos de frango enrolados com azeitona e fiambre






5 bifes (finos) de frango
5 (ou mais) fatias de fiambre
Pasta de azeitona preta q.b.
1 cebola picada
1 tomate picado
2 dentes de alho picados
Vinho do Porto q.b.
Sal e pimenta q.b.


  1. Estender os bifes de frango (e se não forem muito finos, espalmá-los um pouco) e temperar com sumo de limão, sal e pimenta.
  2. Barrar um dos lados de cada bife com a pasta de azeitona.
  3. Por cima da pasta de azeitona, colocar o fiambre a todo o comprimento do bife.
  4. Enrolar cada bife e prender bem com palitos.
  5. Num tacho, colocar um pouco de azeite, e alouram-se os rolinhos.
  6. Retiram-se os rolinhos para um prato, e no mesmo tacho, aloura-se a cebola e alho e adiciona-se o tomate.
  7. Tempera-se e acrescenta-se o Vinho do Porto e deixa-se apurar.
  8. Juntam-se os rolinhos a este molho e deixam-se cozinhar mais uns minutos.
  9. Servir os bifes enrolados acompanhados com um arroz.

A receita original destes bifinhos enrolados veio de um suplemento antigo da revista “Flash” de Natal que a minha mãe encontrou por acaso numas arrumações, e em que os bifes de frango levavam como recheio pasta de azeitona verde e fiambre de porco, e o molho para além da cebola levava também courgette e pimento vermelho.

Eu alterei a pasta de azeitona para preta e usei fiambre de frango “forno de lenha”, e não usei os outros legumes incluídos no molho substituindo por tomate, uma vez que já tinha optado por fazer um arroz de favas.
 
Para enrolarem bem, convém que os bifes sejam finos e compridos; no meu caso o comprimento eram aproximadamente o diâmetro de um prato de servir.