18 de Julho de 2014

Bolo cremoso de abacaxi e côco



  1. Partir o abacaxi em pedaços pequenos, e colocar no fundo de um pyrex untado.
  2. Numa taça misturar as gemas, mais o leite, o côco ralado, a raspa de limão, e a manteiga derretida.
  3. Retirar 2 colheres de sopa de açúcar aos ¾ de chávena de açúcar.
  4. Acrescentar o restante açúcar, a farinha e a pitada de sal à mistura de leite, e envolver bem.
  5. Bater as claras com as 2 colheres de sopa de açúcar.
  6. Envolver lentamente as claras na mistura anterior.
  7. Deitar com cuidado a mistura líquida no pyrex por cima do abacaxi.
  8. Levar ao forno pelo menos por 25 minutos a 200ºC.
  9. Polvilhar com açúcar em pó antes de servir quente ou morno.


NOTA: ¾ de chávena equivalem a uma medida de 180ml; 1/3 de chávena equivalem a uma medida de 80ml. 



Nesta minha adaptação da receita original omiti o saltear do abacaxi em manteiga, e as 5 colheres de sopa de sumo de limão, pois acho que o abacaxi já tem acidez suficiente.
Conforme o abacaxi estará em termos de maturação, também é possivel retirar parte do açúcar, porque quanto mais maduro, mais doce. 


26 de Maio de 2014

Bolo de requeijão e cerejas

 
  1. Bater a manteiga com o açúcar, até ficar um creme fôfo.
  2. Adicionar o ovo, e bater bem.
  3. Envolver as farinhas e fermento no preparado.
  4. Colocar a massa da base numa fôrma untada (de preferência com aro amovível), e levar ao forno a 180ºC (calor circulante) durante 12 minutos.
  5. Para o recheio: bater o requeijão com os açúcares, e as gemas.
  6. Juntar o amido de milho, envolvendo bem.
  7. Bater as claras em castelo e juntar ao preparado.
  8. Adicionar as cerejas sem caroço.
  9. Retira-se a base do forno, e espalha-se o preparado do recheio por cima.
  10. Leva-se novamente ao forno a 165ºC (modo gratinar) durante cerca de 25 minutos.

A receita original deste livro era feita com cereja fresca, mas como na altura em que a fiz ainda não estávamos em época delas, e também porque tinha bastantes das cristalizadas para gastar, usei estas, deixando-as previamente de molho em água para retirar o excesso de açúcar e também para as hidratar.

http://www.flickr.com/photos/hidemi_ceramics/4980904099/in/photostream/


26 de Abril de 2014

Bolo resteiro




  1. Cortar o bolo em pedaços pequenos (pode ser em cubos, mas pode ser cortado à mão, desde que tenham tamanho pequeno e similar).
  2. Num tachinho ou similar, coloca-se a manteiga, o açúcar, o leite e o café (pode ser do solúvel) e leva-se ao lume baixo, para que o leite aqueça e a manteiga derreta lentamente no leite, mexendo ocasionalmente.
  3. Numa taça grande, colocar os pedaços de bolo, e deitar por cima o preparado do leite.
  4. Adicionar a canela e o Vinho do Porto.
  5. Com uma colher grande, mexer bem de modo a que todos os bocados de bolo ensopem na mistura de leite e também que se desfaçam um pouco.
  6. Unta-se uma forma (sem buraco de preferência) com um pouco de manteiga, e coloca-se a mistura do bolo, alisando e calcando com a colher para unir tudo muito bem.
  7. Leva-se ao frigorífico de um dia para o outro, ou no mínimo 3 horas.
  8. Desenforma-se e decora-se a gosto.

Sabem aqueles caderno ou blocos de apontamentos onde as nossas mães e avós apontavam as suas receitas? Cá em casa não fugimos à regra e sempre conheci o caderno de argolas preto onde se iam desencantar, principalmente, as receitas de bolos e bolachinhas. Há uns anos atrás, resolvi restaurar o receituário, mantendo a cor preta mas livrando-me do caderno de argolas, e mudando as receitas para um daqueles arquivadores com bolsinhas de plástico, onde posso enfiar os papéis das receitas ficando mais resistentes às mãos sujas ou pingos, quando estamos a cozinhar.

E este bolo veio daí, não sabendo de onde originalmente foi tirada a receita.

Como o bolo que usei  (era uma arrufada) não era quase nada doce, pus a quantidade de açúcar da receita, mas se usarem restos de algum bolo mais doce, talvez seja necessário reduzir no açúcar. Se acharem adequado, também poderão reduzir à quantidade da manteiga, conforme os restos de bolo usado tenham alguma gordura inicial.

A receita original mencionava também 1 colher de sopa de rum como bebida a acrescentar, mas optei antes por usar Vinho do Porto, que é mais apreciado cá em casa.
 
Para decorar limitei-me a cobrir com chantilly (feito com natas de soja) e raspas e granulado de chocolate.

7 de Abril de 2014

Quadrados de maçã, framboesa e nozes




  1. Bater o açúcar juntamente com o óleo e a manteiga, até ficar cremoso.
  2. Acrescentar os ovos, um a um, batendo bem.
  3. Juntar o leite, a raspa do limão, e a baunilha.
  4. Envolver lentamente a farinha e o fermento no preparado.
  5. Numa taça, juntar a maçã ralada com as framboesas e polvilhá-las com um pouco de farinha.
  6. Envolver as frutas no preparado.
  7. Para o topping: picar grosseiramente as nozes, e envolver na manteiga e açúcar de modo a que forme um crumble.
  8. Colocar o preparado com as frutas num tabuleiro pequeno untado, e dispôr por cima o crumble de nozes.
  9. Levar ao forno a 180ºC entre cerca 30 a 40 minutos.


Como podem já ter reparado pelas receitas que aqui ponho, aprecio bastante sobremesas que levem fruta, e foi isso que me chamou a atenção neste bolo.
Como não tinha nozes pecã cá em casa (como era indicado na receita original), usei nozes comuns. Outro ingrediente que omiti do original foi a farinha de milho, que não tinha, mas também acho que não fez grande diferença no resultado final que estava bastante bom.