30 de novembro de 2012

Omelete de esparguete



Colocar num pirex untado a massa, misturada com todos os ingredientes, menos os ovos batidos.
Batem-se os ovos necessários para cobrir a quantidade de massa, e se for preciso adiciona-se também um pouco de leite.
Leva-se ao forno até os ovos ficarem cozinhados, e a superfície da omelete se apresentar dourada.

 
Depois de ter publicado uma receita sobre sobras de arroz, agora as sobras são de massa, mais concretamente esparguete, mas podem ser usadas outras massas.
No meu caso, as sobras de esparguete continham pedaços de vitela, cenoura e ervilha, por isso só acrescentei ovo batido com um pouco de leite, a cebola picada e o cebolinho; de outro modo podem-se acrescentar os ingredientes que se desejar...

 


Omelete de esparguete



Colocar num pirex untado a massa, misturada com todos os ingredientes, menos os ovos batidos.
Batem-se os ovos necessários para cobrir a quantidade de massa, e se for preciso adiciona-se também um pouco de leite.
Leva-se ao forno até os ovos ficarem cozinhados, e a superfície da omelete se apresentar dourada.

 
Depois de ter publicado uma receita sobre sobras de arroz, agora as sobras são de massa, mais concretamente esparguete, mas podem ser usadas outras massas.
No meu caso, as sobras de esparguete continham pedaços de vitela, cenoura e ervilha, por isso só acrescentei ovo batido com um pouco de leite, a cebola picada e o cebolinho; de outro modo podem-se acrescentar os ingredientes que se desejar...

 


25 de novembro de 2012

Marmelada caseira




Esta receita já não se encontra aqui...

O blog mudou de casa para a nova morada "From my orchid kitchen", mas a receita que procura continua disponível aqui (clicar para ver a receita)

17 de novembro de 2012

Bifinhos de perú com molho de tomate e azeitonas



  1. Cortam-se os bifinhos em pedaços pequenos ou tirinhas, e temperam-se com sal e pimenta.
  2. Num tacho, alouram-se a cebola e alhos, e adiciona-se a polpa de tomate e o vinho.
  3. Deixa-se ferver um pouco, adicionando um pouco de água e o açúcar, e passa-se a varinha mágica para que o molho fique homogéneo e cremoso.
  4. Grelham-se os bocadinhos de carne, e servem-se com o molho de tomate.


Dica: Na receita original, as azeitonas inteiras descarossadas eram colocadas no molho na altura da fervura, mas eu prefiro servi-las no fim por cima do molho, e às rodelas.


Esta receita foi publicada na revista “Saúde à mesa n.º 13” e é feita muitas vezes cá em casa, como alternativa ao bife de perú simplesmente grelhado, mas faço-a com tomate-pêra caseiro que tenho congelado, em vez da polpa de tomate.

Bifinhos de perú com molho de tomate e azeitonas



  1. Cortam-se os bifinhos em pedaços pequenos ou tirinhas, e temperam-se com sal e pimenta.
  2. Num tacho, alouram-se a cebola e alhos, e adiciona-se a polpa de tomate e o vinho.
  3. Deixa-se ferver um pouco, adicionando um pouco de água e o açúcar, e passa-se a varinha mágica para que o molho fique homogéneo e cremoso.
  4. Grelham-se os bocadinhos de carne, e servem-se com o molho de tomate.


Dica: Na receita original, as azeitonas inteiras descarossadas eram colocadas no molho na altura da fervura, mas eu prefiro servi-las no fim por cima do molho, e às rodelas.


Esta receita foi publicada na revista “Saúde à mesa n.º 13” e é feita muitas vezes cá em casa, como alternativa ao bife de perú simplesmente grelhado, mas faço-a com tomate-pêra caseiro que tenho congelado, em vez da polpa de tomate.

9 de novembro de 2012

"Muffins" de arroz




  • Bater os ovos, com um pouco de sal, pimenta, noz-moscada e o alho.
  • Numa taça misturar todos os outros ingredientes, menos os ovos.
  • Colocar a mistura do arroz em forminhas individuais (se forem das de silicone ainda melhor!).

  • Distribuir, às colheradas e de modo igual, os ovos batidos pelas forminhas.
  • Abanar um pouco cada forminha para que o líquido entre bem no arroz.
  • Polvilhar por cima com algumas sementes de sésamo, ou se se preferir, com um pouco de queijo ralado da Ilha de S. Jorge ou Emmental.
Levar ao forno a 180ºC (ar circulante) entre 20 a 30 minutos, ou até ficarem cozidos e douradinhos.
 
Dica: se os ovos forem pequenos e for necessário mais líquido para as forminhas, pode-se bater mais um ovo, ou adiciona-se um pouco de leite ou natas aos ovos.


Um dia destes fizemos arroz de pescada para o almoço, e no fim sobrou-nos algum. Como cá em casa aproveitamos os restos, mas nunca comendo nada requentado, toca-me a mim sempre reciclar o que paira no frigorífico dentro dos tupperwares.

Como tal, dei uma vista de olhos online e descobri esta receita, e adaptei-a às minhas sobras de arroz de pescada. Como o arroz de pescada que fazemos cá em casa inclui cenoura e pimentos, limitei-me a incluir só mais alguns ingredientes para dar um sabor mais variado.
 
Obviamente a receita pode ser adaptada a qualquer tipo de restos de arroz...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...