24 de janeiro de 2013

Bacalhau à espanhola no tacho



Esta receita já não se encontra aqui...

O blog mudou de casa para a nova morada "From my orchid kitchen", mas a receita que procura continua disponível aqui (clicar para ver a receita)

18 de janeiro de 2013

Creme frio de Abacate




  1. Retira-se a polpa dos abacates, e desfaz-se ou pisa-se até obter um puré.
  2. Batem-se as natas e acrescenta-se o açúcar.
  3. Demolha-se a gelatina em água fria, e quando estiver mole, derrete-se num pouco de água quente.
  4. Junta-se a gelatina, envolvendo bem, no puré de abacate.
  5. Acrescenta-se a aguardente, e depois o chantilly, misturando bem.
  6. Leva-se ao frigorífico para solidificar um pouco, e serve-se decorado com granulado de chocolate.

Dica: pode-se acrescentar algumas gotas de limão ao puré de abacate, e se se achar necessário, também um pouco mais de açúcar.

 

Descobri esta receita por acaso, quando estava à procura duma outra receita na TeleCulinária n.º1305, mas alterei-a pois usei um pouco mais açúcar e eliminei a colher de sopa de melaço que era referida. 
Também acrescentei mais natas, pois desde que estas natas para bater surgiram no mercado (pacote de 250ml), não uso das “normais”.

Creme frio de Abacate




  1. Retira-se a polpa dos abacates, e desfaz-se ou pisa-se até obter um puré.
  2. Batem-se as natas e acrescenta-se o açúcar.
  3. Demolha-se a gelatina em água fria, e quando estiver mole, derrete-se num pouco de água quente.
  4. Junta-se a gelatina, envolvendo bem, no puré de abacate.
  5. Acrescenta-se a aguardente, e depois o chantilly, misturando bem.
  6. Leva-se ao frigorífico para solidificar um pouco, e serve-se decorado com granulado de chocolate.

Dica: pode-se acrescentar algumas gotas de limão ao puré de abacate, e se se achar necessário, também um pouco mais de açúcar.

 

Descobri esta receita por acaso, quando estava à procura duma outra receita na TeleCulinária n.º1305, mas alterei-a pois usei um pouco mais açúcar e eliminei a colher de sopa de melaço que era referida. 
Também acrescentei mais natas, pois desde que estas natas para bater surgiram no mercado (pacote de 250ml), não uso das “normais”.

4 de janeiro de 2013

Coelho com pimentos e azeitonas



 

1 coelho
Cebola picada
2 dentes de alho picado
1 cenoura grande
Azeitonas pretas e verdes descaroçadas q.b.
1 colher (sopa) de farinha ou amido de milho
¼ de pimento verde
¼ de pimento vermelho
1 folha de louro
Rodelas de chouriço (opcional)
Vinho branco q.b.
Piri-piri ou pimenta q.b.
Sal q.b.




  1. Corta-se o coelho em pedaços (coxas, mãos, lombos, barriga,...).
  2. Pica-se grosseiramente a cebola, e leva-se a alourar num tacho.
  3. Junta-se o coelho, e adiciona-se um pouco de água (pode-se usar caldo) e de vinho branco, o piri-piri (ou pimenta), o chouriço, o alho picado e a folha de louro.
  4. Corta-se a cenoura em quartos finos e acrescenta-se ao tacho.
  5. Deixa-se cozer bem o coelho, tendo sempre a atenção de acrescentar água (em pequenas quantidades) ao tacho e corrigir os temperos.
  6. Liga-se o forno (em modo grelhador ou gratinar), e mal o coelho esteja cozido, retira-se do tacho e leva-se num tabuleiro a ganhar côr.
  7. No tacho, acrescenta-se agora ao molho com a cenoura, os pimentos cortados em tirinhas finas ou cubos, e a farinha (convém dissolvê-la lentamente à parte para não formar grumos).
  8. Mal os pimentos fiquem cozinhados, desliga-se o tacho e acrescentam-se as azeitonas cortadas em rodelas.
  9. Serve-se o coelho com o molho acompanhados de arroz branco.

Dica: se se comprarem os pimentos e os cortarem em tiras e levarem a congelar, não só é prático porque temos sempre pimento em casa, como depois de cozinhados ficam menos indigestos e cozem mais rapidamente.


Normalmente cá em casa, não somos muitos originais no que toca à confecção de coelho pois as receitas que fazemos ocasionalmente com esta carne é esta, e a versão igual a esta mas sem os pimentos e as azeitonas (ou seja, só com a cenoura...)
Esta receita foi-nos inspirada pela publicada na “Saúde à Mesa”n.º 12, só que na receita original não entrava cenoura, mas antes tomate.
Para poupar no tempo de confecção, costumo cozinhar o coelho na panela de pressão, alourando primeiro a cebola com o alho e cenoura, o louro e temperos, e depois o coelho com o vinho e uma chávena de água, deixando cozinhar durante cerca de 30 minutos.

 

Coelho com pimentos e azeitonas



 

1 coelho
Cebola picada
2 dentes de alho picado
1 cenoura grande
Azeitonas pretas e verdes descaroçadas q.b.
1 colher (sopa) de farinha ou amido de milho
¼ de pimento verde
¼ de pimento vermelho
1 folha de louro
Rodelas de chouriço (opcional)
Vinho branco q.b.
Piri-piri ou pimenta q.b.
Sal q.b.




  1. Corta-se o coelho em pedaços (coxas, mãos, lombos, barriga,...).
  2. Pica-se grosseiramente a cebola, e leva-se a alourar num tacho.
  3. Junta-se o coelho, e adiciona-se um pouco de água (pode-se usar caldo) e de vinho branco, o piri-piri (ou pimenta), o chouriço, o alho picado e a folha de louro.
  4. Corta-se a cenoura em quartos finos e acrescenta-se ao tacho.
  5. Deixa-se cozer bem o coelho, tendo sempre a atenção de acrescentar água (em pequenas quantidades) ao tacho e corrigir os temperos.
  6. Liga-se o forno (em modo grelhador ou gratinar), e mal o coelho esteja cozido, retira-se do tacho e leva-se num tabuleiro a ganhar côr.
  7. No tacho, acrescenta-se agora ao molho com a cenoura, os pimentos cortados em tirinhas finas ou cubos, e a farinha (convém dissolvê-la lentamente à parte para não formar grumos).
  8. Mal os pimentos fiquem cozinhados, desliga-se o tacho e acrescentam-se as azeitonas cortadas em rodelas.
  9. Serve-se o coelho com o molho acompanhados de arroz branco.

Dica: se se comprarem os pimentos e os cortarem em tiras e levarem a congelar, não só é prático porque temos sempre pimento em casa, como depois de cozinhados ficam menos indigestos e cozem mais rapidamente.


Normalmente cá em casa, não somos muitos originais no que toca à confecção de coelho pois as receitas que fazemos ocasionalmente com esta carne é esta, e a versão igual a esta mas sem os pimentos e as azeitonas (ou seja, só com a cenoura...)
Esta receita foi-nos inspirada pela publicada na “Saúde à Mesa”n.º 12, só que na receita original não entrava cenoura, mas antes tomate.
Para poupar no tempo de confecção, costumo cozinhar o coelho na panela de pressão, alourando primeiro a cebola com o alho e cenoura, o louro e temperos, e depois o coelho com o vinho e uma chávena de água, deixando cozinhar durante cerca de 30 minutos.

 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...